Avançar para o conteúdo principal

Iniciou o RECREIO de Liderança

No dia 7.Janeiro abri o campo para o programa experimental do RECREIO de Liderança (ver .RECREIO de Liderança - Conversas (entre pares) que transformam)
Somos 12 os que iniciaram esta viagem. O momento ficou registado - vejam no meu facebook.

No email de divulgação escrevi:

"RECREIO para uma liderança dos comuns" (ver Nós, os comuns (We, the commons))

Neste RECREIO vamos fazer o que se fazem em todos os recreios, vamos aprender conversando, vamos aprender imitando, vamos aprender experimentando, vamos aprender brincando. Como nos recreios, somos todos iguais na nossa diferença, somos pares. São brincadeiras entre pares, que transformam. São conversas entre pares, que transformam.

É um programa de liderança que visa capacitar cada um de nós para o exercício de um particular estilo de liderança, uma liderança que serve, que facilita, que respeita, que ouve, que mobiliza, que inclui, uma liderança de pessoas que se vêm como pares na sua condição de seres humanos.

É um programa experimental. Tem por objectivo habilitar cada pessoa a liderar no seu contexto de intervenção e experimentar este método de aprendizagem, por forma a poder dessiminar, de forma viral, este estilo de liderança (após concluir, cada um dos participantes poderá iniciar um programa no seu contexto e por ai fora).

É desenhado para todas as pessoas que queiram servir:
- Facilitadores ou candidatos a facilitadores
- Empreendedores ou candidatos a empreendedores de todos os tipos
- Pessoas que estejam ou queiram a mudar comunidades ou organizações
- Quadros dirigentes públicos, privados, ONG, bairros, redes, cidades
- Políticos locais, nacionais

(Neste momento temos a limitação do Inglês e da leitura/ escrita; no futuro gostava de ultrapassar estas limitações com a tradução dos livros e livros falados - este deveria ser um estilo de liderança para todos - Liderança (Metáfora de Manada) )

Em anexo podem encontrar o programa e as suas condições. Irá decorrer de 7.Jan a 16.Dez de 2014. Prevê um esforço de 512 horas + retiros, o que inclui a aprendizagem de 8 tecnologias sociais, leitura de 9 livros, 38 sessões de diálogo, frequência de 7 eventos de fim de semana, 2 a 3 retiros e organização de 8 acções, uma para cada metodologia/ tecnologia social utilizada.

Sublinho que foi desenhado para ser realizado em simultâneo com o 'Curso de Transição Interior' do José Soutelinho, seja no formato semanal ou mensal (http://despertutor.blogspot.pt/) e/ou com os 'Zorbuddha24',  'ZorbuddhaHD' do Vasco Gaspar (http://www.zorbuddha.org/).

Vou organizar três sessões de esclarecimento, em circulo, deste programa durante o mês de Dezembro; será em terças-feiras e nas horas das sessões para que possam testar da viabilidade (serão no coworklisboa na Central Station):
- 3a feira, 03.Dez às 19h
- 3a feira, 10.Dez às 19h
- 3a feira, 17.Dez às 19h

Nota: Nestes dias das 18h às 19h, no mesmo local, irei falar sobre a minha visão para o Mundo em que vibemos, que inclui uma ética ('commons ethics') um projecto político ('nós, os comums' / 'we, the commons'), um outro conceito de propriedade ('commons ownership') e uma outra liderança ('commons leadership'), visão essa para ser desenvolvida por nós, os comuns - "Eu sei como resolver isto!"Nós, os comuns (We, the commons)). A ideia seria o RECREIO ser a primeira 'common ownership' (estende o conceito de 'social enterprise' do Yunus). O RECREIO existe por si, mas escolhi ser transparente nas minhas motivações para com todos vós."

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sobre a 'Transparência'...

Um dos princípios fundadores da João Sem Medo é o 'princípio da transparência e accountability'. Vem do 'movimento manifesto' e dos seus 3 blocos principais 'inteligência colectiva', 'mediação tecnológica' e 'ética dos comuns'. No João Sem Medo é implementado usando o 'rio', que concretiza a mediação tecnológica entre a informação e as pessoas, que acolhe a informação de forma livre, não editada, convoca a inteligência colectiva da comunidade, suportado por uma ética de bem comum.

O tema da transparência é um tema forte nas 'organizações abertas' (https://opensource.com/open-organization/resources/what-open-organization) e para o contexto da liderança é um livro muito interessante 'Open Leadership: How Social Technology Can Transform How You Lead'.

No possibility management (http://www.nextculture.org/) - o próximo curso em PT começa a 24.Fev (https://www.facebook.com/events/336000726775079/) o Clinton apresenta um '…

As minhas práticas

Várias pessoas a minha volta tem-me perguntado sobre as minhas práticas, diárias, semanais, mensais, para me manter integro, inteiro, autêntico. Aqui resumo as que tenho praticado:

Diárias (ou praticamente)
- Meditação (aprox. 1h)
- Journaling
- Dormir pelos menos 7 horas
- Beber 1 a 2 litros de água (procurando que seja o mais próximo possível de água de nascente)
- Alimentação consciente: vegan; 30% de crus; tentativamente biológica, local, de comércio justo; sem uso de açucar adicionado, alcool, café, sal refinado; com uso consciente de glutén, soja, sal e cereais integrais
- Jejum de 14 horas
- Andar o máximo que puder
- Leitura de 1 hora (ou visionamento de documentários e/ou filmes ou visita a exposições/ museus)
- Estar diariamente com os meus filhos e companheira
- Procurar um equilíbrio entre eu e a companheira no dia a dia da família (e.g. logistica, filhos)
- realizar tarefas comuns de forma mindfulness (e.g. arrumar a cozinha, conduzir, brincar com os miudos)

Semanais
- P…

Organizações de comuns: a emergência de um novo conceito de propriedade

Imaginem uma estrutura organizacional formada por 3 aneis, assim como o planeta Terra (Núcleo, Manto e Crosta).

O 'Núcleo' é formado pelas relações entre as pessoas que trabalham na organização (e.g. gestores, empregados), quem esta serve (e.g. cliente, utilizadores) e quem é necessário para o serviço (e.g. fornecedores, parceiros). Vamos chamar a este o 'anel da missão'. É um anel de nomeação automática, i.e., se estiver a ter um destes papeis, pertence automaticamente a este anel com os respectivos deveres e direitos. Ou seja, se sou empregado nesta organização pertenço automaticamente a este anel e não tenho como não escolher pertencer.

O 'Manto' é formado por todos aqueles que já estiveram no núcleo executivo e que já não estão, por terem deixado de ser clientes ou utilizadores, parceiros ou fornecedores ou porque se reformaram ou foram executar funções para outras organizações. Vamos chamar a este o 'anel do conhecimento'. É também um anel de nome…