Avançar para o conteúdo principal

Collaboration University

Ontem, 3.Fev, assisti no ISEG (obrigado Paulo Soeiro de Carvalho) a uma fantástica palestra de Jose Luis Cordeiro da Singularity University (uma Universidade situada em Silicon Valey e powered by NASA e GOOGLE).

Fizemos uma viagem pela ciência e tecnologia do presente, de olhos postos no futuro: Nano-Tecnologia, Bio-Tecnologia, Info-tecnologia, Cogno-tecnologia. Segundo o orador entre 5 a 50 anos teremos muitas e importantes mudanças tecnologicas das quais sublinhamos:
- fim do envelhecimento humano e imortalidade
- fim da medicina curativa (eliminação de todas as doenças) e início da medicina proactiva
- fim da era humana e início da era do híbrido homem-máquina (homem + robot) ou melhoramento das características humanas através da tecnologia
- nascimento da comunicação telepática
- clonagem e selecção dos filhos
- fim da privacidade biologica e social

Independentemente da validade das previsões, foi interessante ter um status do que estamos a fazer ao presente em cada um destes campos e a sua importância para o nosso futuro: alimentação, energia, novas fronteiras (e.g. espaço).

No CV inclui ética, dado as questões que levanta: se não morremos, como fica a vida após a morte ? e como posso ir ter com o criador ? a quem pertence os meus dados biologicos ? ...

No entanto, houve um ponto que me deixou perplexo, contemplativo e que vai ao encontro das minhas suspeitas há já algum tempo. Cada inovação tecnológica coloca desafios novos na forma de organização. Veja-se as inovações ao nível da info-tecnologia que criaram a internet e as suas ferramentas, possibilitando o aparecimento da wikipedia.org, kiva.org, ...
O discurso do orador foi focado em organizações do presente, com formas de organização do passado, por exemplo falou-se muito de países, empresas multinacionais, actual sistema político, sistema económico, ...

O ar refrescante da 'tecnologia' e do que cada pessoa conseguirá fazer, ultrapassando todos os limites do possível e imaginável, choca com o ar a mofo da 'organização', cujas estruturas são as mesmas há muitos séculos (e.g. país) e os modelos em revisão (e.g. burocracia, democracia representativa).

A cerca de 50.000 que o nosso cerebro não muda. Então estavamos a pintar nas cavernas; hoje projectamos como vamos desenhar nas 'cavernas' de Marte. Esta conquista é a conquista da colaboração e das formas de organização, bem como da produção, memória e transmissão de conhecimento de geração para geração. Um simples telemóvel é um artefacto que envolve milhões de seres humanos.

Depois desta palestra foi claro para mim que a próxima deveria ser sobre a 'Collaboration University'. Um dos nossos desafios é imaginar as organizações que todo este contexto tecnológico potenciam e quais delas permitem a nossa realização, tirar o maior potencial de cada um de nós. O que sabe a sociedade de si ? Como se organiza a sociedade ? Qual a nossa participação ?

Na Singularity University o CV é:
* Technology Tracks
- AI & Robotics
- Nanotechnology
- Networks & Computing Systems
- Biotechnology & Bioinformatics
- Medicine & Neuroscience
* Resource Tracks
- Futures Studies & Forecasting
- Policy, Law & Ethics
- Finance, Economics & Entrepreneurship
* Application Tracks
- Energy & Ecological Systems
- Space & Physical Sciences

Na 'Collaboration University' poderia ser (draft imcompleto):
- O mundo da Fisíca e da condição universal
- O mundo da Biologia e da condição planetária
- O mundo da Antropologia e da condição humana
- O mundo da Informação e da consciência
- Ciência do Desenho e dos modelos
- Conhecimento, princípios e limites
- Métodos do saber: empreendedorismo, científico, artístico, filosófico, espiritual
- Tecnologia (NBIC)
- Princípios de Organização e Inteligência Colectiva


Comentários

Mensagens populares deste blogue

As minhas práticas

Várias pessoas a minha volta tem-me perguntado sobre as minhas práticas, diárias, semanais, mensais, para me manter integro, inteiro, autêntico. Aqui resumo as que tenho praticado:

Diárias (ou praticamente)
- Meditação (aprox. 1h)
- Journaling
- Dormir pelos menos 7 horas
- Beber 1 a 2 litros de água (procurando que seja o mais próximo possível de água de nascente)
- Alimentação consciente: vegan; 30% de crus; tentativamente biológica, local, de comércio justo; sem uso de açucar adicionado, alcool, café, sal refinado; com uso consciente de glutén, soja, sal e cereais integrais
- Jejum de 14 horas
- Andar o máximo que puder
- Leitura de 1 hora (ou visionamento de documentários e/ou filmes ou visita a exposições/ museus)
- Estar diariamente com os meus filhos e companheira
- Procurar um equilíbrio entre eu e a companheira no dia a dia da família (e.g. logistica, filhos)
- realizar tarefas comuns de forma mindfulness (e.g. arrumar a cozinha, conduzir, brincar com os miudos)

Semanais
- P…

Organizações de comuns: a emergência de um novo conceito de propriedade

Imaginem uma estrutura organizacional formada por 3 aneis, assim como o planeta Terra (Núcleo, Manto e Crosta).

O 'Núcleo' é formado pelas relações entre as pessoas que trabalham na organização (e.g. gestores, empregados), quem esta serve (e.g. cliente, utilizadores) e quem é necessário para o serviço (e.g. fornecedores, parceiros). Vamos chamar a este o 'anel da missão'. É um anel de nomeação automática, i.e., se estiver a ter um destes papeis, pertence automaticamente a este anel com os respectivos deveres e direitos. Ou seja, se sou empregado nesta organização pertenço automaticamente a este anel e não tenho como não escolher pertencer.

O 'Manto' é formado por todos aqueles que já estiveram no núcleo executivo e que já não estão, por terem deixado de ser clientes ou utilizadores, parceiros ou fornecedores ou porque se reformaram ou foram executar funções para outras organizações. Vamos chamar a este o 'anel do conhecimento'. É também um anel de nome…

Breves notas sobre propriedade (enciclopédia 4)

Inspirado pela Enciclopédia 1, 2 e 3 do Gonçalo M. Tavares, Breves notas sobre, respectivamente, Ciência, Medo e Ligações, escrevo estas breves notas sobre 'propriedade'.
.... Enciclopédia 4 Breves notas sobre propriedade

Meu, Minha
Meu marido. Meu filho. Meu almoço. Meu corpo. Meu desejo. Meu carro. Meu espírito. Meu trabalho. Meu dinheiro. Meu país. Meu saber. Minha Mente. Minha mulher. Minha dor. Minha alegria. Minha felicidade. Minha auto-estima. Minha nacionalidade. Minha casa. Minha terra. Minha alma. Minha experiência. Minha família.
.........

Minha Família

Quem já passou por partilhas ?
Conhecia esta família ?
Irmão contra Irmão. Tio contra Sobrinho. Filho contra Mãe.

E para o que menos tem - de propriedade - um gato das botas.

..........
Economia I
Terra. Trabalho. Capital. Conhecimento.
..........
Terra I
Quem te nomeou dono ? Como te atribuiram senhor ? (Ver filmes de Indios e Cowboys).
Como ganharam a posse da terra os contemporaneos Americanos ?
No mito que funda…