sábado, 8 de março de 2008

KPI - Percentagem das pessoas que trabalham ou trabalharam e que foram avaliadas por sistemas de avaliação adequados

Nestas últimas semanas, tenho dado comigo a pensar que não consigo deixar de apoiar a Ministra da Educação, mesmo podendo reconhecer que os professores podem ter razão aqui e ali. Não sendo um apoiante deste Governo e não tendo outra razão para apoiar a Ministra que não seja a da minha consciência, fiquei inquieto com este pensamento recorrente que me tem deixado a reflectir.

Acho que já descortinei a razão: vivemos numa sociedade que não sabe errar, logo tem dificuldade em aprender, logo tem dificuldade em pensar, logo tem medo, muito medo!

Na escola os professores não sabem lidar com os erros das crianças: estas são castigadas por que cometem erros em vez de serem ensinadas a aprender com os erros. Aprendemos também que o professor é que está correcto e não há espaço para a reflexão, para colocar em causa a visão/ opinião do professor.

Não admira que as avaliações sejam um problema! Elas são vistas como um fim, um castigo, uma penalização. O medo passa a ser natural e o comportamento defensivo o seu principal escudo!

Nos bons sistemas de avaliações, as avaliações são o início e não o fim; servem para nos ajudar a encontrar os pontos em que somos bons, mesmo bons! e os pontos em que nem por isso. Servem para reflectirmos sobre as nossas acções, a nossa satisfação, a nossa motivação, servem para nos confrontarmos connosco próprios, tendo mais consciência do que somos.

A avaliação é o início do período seguinte, aquele período em que vamos ter hipótese de experimentar novas estratégias que resultam da aprendizagem que fizemos nos períodos anteriores.

Não deixa de ser interessante de analisar que são os professores a se oporem a um sistema de avaliação que crie oportunidades! O loop fecha-se, quando as crianças educadas neste sistema, se transformam em país e professores que educam!

Neste contexto quanto mais pessoas activas ou que já estejam reformadas tiverem sido sujeitas a sistemas de avaliação adequados, que fomentam a aprendizagem, a reflexão e não são o fim, mas o ponto de partida, maior será o desenvolvimento da respectiva comunidade.

-----------
Outros KPI focados:
KPI - Percentagem das pessoas que teve de lidar com um empreiteiro do sector da construção civil e que tem razões de queixa

KPI - Percentagem dos casais em que foi o homem (pai) que trocou a vida profissional pela vida familiar

Sem comentários: