Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2013

João Sem Medo e a DreamWorks

Como se 'apropriar' da proposta do João Sem Medo Center, utilizando os filmes da DreamWorks Animation ?

Proposta:
Pessoas integradas, que usam empreendedorismo para co-criar comunidades resilientes.

Filmes da DreamWorks Animation:

"pessoas integradas" - competências em - conhece-te a ti mesmo - Filme [Rise of the Guardians/ A Origem dos Guardiões](http://www.dreamworksanimation.com/movies/rotg/)

"empreendedorismo" - competências em - vive no presente:
Filme [How to Train Your Dragon/ Como treinar o teu dragão] (http://www.dreamworksanimation.com/movies/httyd/)
e
Filme [Kung Fu Panda/ Panda Kung Fu] (http://www.dreamworksanimation.com/movies/kfp/)

"comunidades resilientes" - competências em questiona os pressupostos: Filme [The Croods/ Os Croods](http://www.dreamworksanimation.com/movies/croods/)

Para além de ser divertido, de ser um momento com a família e/ou amigos, de descanso, pode ser um momento de reflexão, usando o 'lateral thinking', sobre…

O 'novo'

Os Portugueses (tenho que me habituar a dizer as pessoas que nasceram em Portugal - o José Gil no ensaio "Em busca da identidade" sublinha o facto dos Portugueses, serem Portugueses antes de serem pessoas; este sentimento é a causa de uma alienação colectiva que nos desumaniza e nos autoriza o 'chico espertismo', o egoísmo e o fatalismo)... Vamos lá então humanizar - é o novo a nascer, sobre a forma de uma consciência de nós próprios ;-) :

As pessoas que nasceram em Portugal iniciaram uma aventura pelo Mundo. Nessa aventura cruzaram-se com o 'novo'. Com algo que nunca tinham visto. Alguns desses 'novos' estão gravados nos nossos monumentos - por exemplo na Torre de Belém temos os 'rinocerontes'. Reparem o impacto deste novo, que estas pessoas e os seus descendentes decidiram gravar em pedra o 'novo'. O 'novo' tem sempre este impacto.

As pessoas que andaram além mar contemplaram o 'novo'. Para esse 'novo' (e.g. r…

4 disciplinas de saber

Edgar Morin fala-nos das três disciplinas de saber, que tem estruturado o conhecimento ao longo do tempo; as disciplinas mãe do saber, da vida, do universo.

Na base a física. Depois a biologia. A seguir a antropologia. Todo o trabalho dele aponta para a quarta disciplina.
A quarta que vejo emergir é a o 'desenho', a da intenção. A disciplina que depende da consciência. Esta disciplina começou por ser física, com a construções dos utensílios, roupas, abrigos, ... mas a crescente complexidade mostrou outra dimensão, a do conceptual, a do abstracto. Temos os objectos que, sendo conceptualizados, ganham forma no mundo físico (e.g casa, copo, livro) - o desenho esta muito associado a essa dimensão onde estão presentes a arquitectura, as artes, a engenharia... o engenho humano, ligado ao corpo, ao manipular - ciência [desenho] do concreto ; e os objectos que sendo conceptualizados, quando ganham 'forma', continuam no espaços dos conceitos, influenciando o que se passa a sua…

10 mil horas. Empreendedor ?

M. Gladwell no livro "Outliers" apresenta a 'regra das dez mil (10.000) horas'. A mestria num tema exige 10.000 horas de prática, i.e., 5 a 6 anos (em dias de 8 horas, semanas de 5 dias e anos de 40/44 semanas).

Se aplicarmos a regra ao empreendedorismo, alguém seria empreendedor depois de 10.000 horas Será assim ? Estou convicto que sim. Porque ser empreendedor seria diferente de ser cirurgião, piloto de avião, cozinheiro, carpinteiro, músico, soldador, agricultor, pescador ou qualquer outra actividade humana ?

Então só serei empreendedor depois das 10.000 horas ? Penso que a resposta é a mesma para as outras artes. Num momento inicial há a intenção em ser; somos aprendizes de...; à medida que o tempo passa, vamos ganhando mestria no tema, até nos sentirmos confiantes em 'voar sozinhos'. Há um momento em que deixamos de contar, e pouco depois, pelo menos é a nossa percepção, já passaram as 10.000 horas e mais uns anos ;-)

Daqui resulta dois pontos:
a) Como a…

2 organizações * 2 livros * qual será o próximo ?

Nos finais de 1996 nasceu a Safira com uma ideia (explorar o potencial da web nas organizações) e um convite ao Pedro.  Estava a acabar o meu mestrado em sistemas distribuídos. Seguiu-se a 1ª apresentação, a 1ª proposta, o 1º cliente (Beltrão Coelho, Lda.), o primeiro projecto (site web). Foi formalizada em Abril de 1997 com dois sócios, Marco e Pedro. Foi o início de um processo de aprendizagem. 
Em 2007 revivi este processo todo, quando li o livro do Peter Senge, "The Fifth Discipline", 1990, onde ele apresentava as 'learning organizations'. Era isto mesmo! Nós fomos uma 'learning organization', com todas as suas disciplinas.  Um desenho laranja, que criou as condições para a evolução para o verde (modelo Spiral Dynamics).
Nos finais de 2005 nasceu a darwin com uma ideia (explorar o potencial da informação nas organizações). Foi uma oitava acima, para usar a expressão de um amigo, em relação à Safira, quer no shift da tecnologia para a informação, quer no …