terça-feira, 19 de março de 2013

4 disciplinas de saber

Edgar Morin fala-nos das três disciplinas de saber, que tem estruturado o conhecimento ao longo do tempo; as disciplinas mãe do saber, da vida, do universo.

Na base a física. Depois a biologia. A seguir a antropologia. Todo o trabalho dele aponta para a quarta disciplina.
A quarta que vejo emergir é a o 'desenho', a da intenção. A disciplina que depende da consciência. Esta disciplina começou por ser física, com a construções dos utensílios, roupas, abrigos, ... mas a crescente complexidade mostrou outra dimensão, a do conceptual, a do abstracto. Temos os objectos que, sendo conceptualizados, ganham forma no mundo físico (e.g casa, copo, livro) - o desenho esta muito associado a essa dimensão onde estão presentes a arquitectura, as artes, a engenharia... o engenho humano, ligado ao corpo, ao manipular - ciência [desenho] do concreto ; e os objectos que sendo conceptualizados, quando ganham 'forma', continuam no espaços dos conceitos, influenciando o que se passa a sua volta, é o caso do software, da informação, das organizações, das constituições, do conceito de país, democracia, ... o engenho humano, ligado à mente, ao conceptualizar - ciência [desenho] do abstracto.

Nesta quarta ciência o invisível ganha importância. O 'whole system' é o ponto de partida. Não as suas partes. As (inter) relações o seu objecto. O paradoxo manda. A interdependência e a independência dos individuos são ambas condições necessárias. Nesta ciência, importa os conceitos de identidade, espírito, significado, proposito e consciência (inspirei-me na Margaret Wheatley em 'Leadership and the New Science"). É o regresso à metafísica pela porta do construtivismo e do system thinking.

Tempos empolgantes estes que vivemos, onde temos a oportunidade de re-DESENHAR os conceitos à nossa volta: da escola, do centro de saúde, de vizinhança, de família, de bairro, de comunidade, de amigo, de mobilidade, de sustentabilidade, de humano, de SER - sendo o último a ser nomeado, será certamente o primeiro e ser 'desenhado' - é o que esta ao alcance de cada um de nós.

Sem comentários: