sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Pensamento VIII

"As Guedes (1999) puts it, just as the Newtonian revolution unified heaven and earth, the Maxwellian revolution unified electricity and magnetism, the Einsteinian revolution unified mass and energy, the Complexity revolution in unifying science and everyday life."

in Rodrigo Magalhães, Organizational Knowledge and Technology, EE, 2004.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Eliminação da competência territorial das conservatórias de registo predial

Não posso deixar de fazer eco desta medida do governo. É uma medida que vai no sentido certo, uma pequena medida que, estou em crer, terá um grande efeito a longo prazo; deixo algumas considerações que me fazem apludir esta ideia:

- Muda o 'shift' do debate do prestador (público vs privado) para os 'consumidores' e a sua livre escolha (mercado, independente do prestador);
- Os 'consumidores' ganham pois tem flexibilidade de serviço e podem escolher: local, forma/ estilo de atendimento, ... ou seja, premeiam caracteristicas do serviço que gostam;
-Os 'prestadores' pois passam a ter um efectivo sistema de avaliação, rigoroso, completamente ajustado a forma de servir e desta forma têm incentivos e estimulos para melhorar;
- É um grande exemplo do que a digitalização de processos consegue fazer e o valor que entrega a sociedade, sendo um estimulo para continuar a criar a fundação de execução das funções do estado sobre forma digital;
- Uma fundação digital democratiza o acesso a informação, permite melhores serviços, cria espaço para a inovação emergente do tecido social, quer de serviços, quer de conteúdo e promove uma responsabilidade distribuída de controlo de qualidade.

Uma medida no bom sentido!

Tudo sobre as novas regras do registo de imóveis
Diário Económico, 19.Fev.2008

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Pensamento VII

"Ele pensa [David Snowden] que os líderes eficazes gerem o caos da mesma forma que uma educadora no jardim-de-infância gere os seus alunos. «As educadoras experientes concedem algum grau de liberdade no início de uma sessão, depois intervêm para estabilizar os padrões desejáveis e desestabilizar os padrões indesejáveis», afirma. «E quando são muito espertas, lançam as sementes para o ar, de modo a que os padrões que pretendem possam vir a emergir com maior probabilidade.»"

in Wikinomics, Edição Portuguesa, Don Tapscott, A. D. Williams
(nota: a edição portuguesa não é muito feliz!)

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Sobre a justiça (ou a injustiça)...

Tenho para comigo que a Justiça Portuguesa, em todas as suas dimensões está doente e o principal sintoma é que os seus agentes dizem que o sistema não está bem mas que até temos bons agentes (juizes, oficiais, advogados,...) e que a culpa é da falta de atenção política, dinheiro, ...

O principal 'pecado', se me permitem a linguagem religiosa, desta Justiça é que deixou de estar alinhada com a vida dos Homems, deixando de ser justa, cega, ...

Sou um dos cidadãos que sente na pele esta injustiça (da falta de alinhamento): tenho alguns direitos que senti violados e tive que recorrer a nossa justiça!

Tendo que fazer está declaração de interesses, tenho que dizer que sou apenas um caso... veja-se os casos da tutela das meninas (que me lembre foram 3 no último ano), do desaparecimento de crianças, da casa pia, das constantes quebras do sigilo e das fugas, dos arquivamentos, das sentenças ao fim de décadas, ...

A Justiça, a par da sua irmã Segurança (interna e externa) são o terreno onde assenta a casa da Democracia, por isso os seus efeitos fazem-se sentir em todos os sectores da nossa sociedade, do nosso País.

É por está razão que defendo que a única reforma que temos mesmo que fazer é a da Justiça; uma reforma que alinhe a Justiça com a vida dos Homems. O resto acontecerá por si!

Sobre a educação...

Na 6a feira passada ouvia na Antena 1, uma Professora do Fundão falar sobre a Avaliação dos Porfessores (outra daquelas medidas que sendo pequenas, pode ter um grande, grande efeito).
A sábia intervenção desta professora pode-se resumir a: há gente que se dedica muito as escolas a ensinar, que gosta do que faz, muita gente e não conseguimos melhor o nosso sistema!
É isto mesmo! Este sistema está a queimar talento, dedicação, voluntarismo e a formar mal os novos adultos (basta observar os resultados das provas internacionais!).

Limbrei-me imediatamente de Peter Senge (The Fifth Discipline) e do seu jogo The Beer Game (O http://www.systemdynamics.org/Beer.htm) - podem ver um resumo em http://maaw.info/TheBeerGame.htm

Arquitectura, Desenho e ...
Metanoia!
('meta' + 'noia' - above or beyond + of mind - a shift of mind)

Foi há 100 anos...

Há coisa de uma semana fez 100 anos que o nosso Rei Dom Carlos foi assassinado no Terreiro do Passo.
Tenho para comigo que está é a 2ª data simbólica da nossa crise de identidade (a 1ª foi a saída da corte para o Brasil - há 200 anos - ver http://coisas-do-marco.blogspot.com/2007/12/tudo-comeou-h-200-anos.html).

Esta data voltar a marcar um período de destruição da inteligência nacional criada durante a 2ª metade do século anterior (depois de termos passado a 1ª metade a distruir). Républica, Estado Novo, Guerra do Ultramar, Emigração, 25 de Abril, Nacionalizações e Reforma Agrária, ... Para contrabalançar a 2ª vaga da industrialização do país, os retornados, os imigrantes, a União Europeia, ...

É a nossa história, para o bem e para o mal... e eu sinto-me muito bem como Português e muito bem com a minha história... mas tenho o dever de a conhecer e a interpretar para o futuro!

Crimes no Porto

Tanto barulho... e agora tanto silêncio!
Já estamos todos mais seguros ?

Nélia Dias

Advogada | Doutorada

Publicou a sua tese de mestrado em livro, "A Responsabilidade Civil do Juiz", DizLivro (http://www.dislivro.pt/livros_editores.asp?Editor_Id=1&offset=-1), onde defende uma responsabilização dos juízes pelas suas decisões - parece-me uma daquelas boas ideias para uma efectiva mudança da Justiça, aquela que sendo pequena poderá ter grandes resultados. Que falta fazem estas ideias...
Podem ver a sua entrevista ao "Radar" da Visão de 31.Jan.2008.

400 anos de Vieira, Padre António

Não sou um grande conhecedor da sua obra... para além do comentário de café pouco sabia dele até 1994, altura em que vi "Clamor" no Teatro Nacional D. Maria II, texto de Luísa Costa Gomes e encenação de Ricardo Pais. Fiquei curioso (tão curioso que comprei o texto da peça) e mais desperto (não tanto que me tivesse levado a ler os seus textos - um dia destes)... em particular para o seu trajecto e contexto histórico.

Assim, 400 anos depois do seu nascimento é justo destacar o que acho ter sido o seu mais legado: ter sido um homem inquieto e irrequieto que antecipava o futuro do Homem e dos seus direitos - um homem com muitas vontades e com muita vontade que não tinha medo de ser contra, de lutar por convicções!

Que falta nos faz hoje Homens destes!

José Luís Peixoto

Escritor | Alentejano

A ùnica desta semana (Expresso 1841) vai ao seu "íntimo".
Vários prémios... vários livros traduzidos em várias línguas... um escritor português que fala para o mundo! É sempre bom começar pelo início e "Nenhum Olhar" é um bom ponto de partida.

Bilbiografia e obra podem ser vistos em:
http://www.joseluispeixoto.net/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Lu%C3%ADs_Peixoto

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

INEM e Bombeiros vistos pelo Ricardo Araújo Pereira

http://videos.sapo.pt/Jqim3j5WTIg9lCb2lpf4

Paula Oliveira | Bernardo Moreira

Cantora | Músico | Jazz | Música Portuguesa

Dois albúns editados por uma parceria que se iniciou em 2005:
- Lisboa que adormece, 2005 (@universal)
- Fado Roubado, 2007 (@universal)

Oiçam do último albúm:

Índios da Meia-Praia (@youtube)
Estrela da Tarde (@youtube)

Paula Oliveira_Site