terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Pensamento V

"Há um determinado bar que lhe agrada. Ou melhor, é um bar que agrada a muita gente. O problema reside em que, quando está superlotado, ninguém se diverte. Você tinha previsto ir ao bar na sexta-feira, mas não quer fazê-lo se ele estiver demasiado cheio. O que fazer ?
[...]
Existe, sem dúvida, uma solução fácil para este problema: inventar simplesmente uma espécie de planificador central todo-poderoso, uma espécie de super-porteiro que diga a todos os clientes quando podem entrar no bar. Todas as semanas, o planificador central emitiria a sua decisão, excluindo uns e permitindo a entrada de outros, garantindo assim que o bar estivesse sempre cheio, mas nunca a abarrotar.
[...]
Qualquer solução a ser considerada precisa respeitar o direito às preferências de cada um, o que significa que deve resultar da mistura das escolhas individuais dos potenciais frequentadores do bar.
[...]
Decorrido algum tempo e após cada cliente ter adquirido a experiência neecssária para decidir se voltaria ou não [...], a frequência semanal do grupo estabilizou em menos de 60% da lotação, apenas um pouco abaixo do que conseguiria o planificador central ideal."


in http://coisas-do-marco.blogspot.com/2008/01/livro-recomendo.html

Sem comentários: